Barra do Garças – MT – 24 de maio de 2024
Barra do Garças – MT – 24 de maio de 2024

Influenciadora flagrada furtando farmcias e vai em cana; veja vdeo


Uma influenciadora de 18 anos, estudante de direito, foi presa em flagrante, na última quinta-feira (14/3), após furtar duas farmácias de Castanhal, região metropolitana de Belém, no Pará.

De acordo com a polícia, Maria Clara da Silva Pontes estava acompanhada de uma adolescente, que também foi apreendida. Nas redes sociais, ela costumada compartilhar fotos e vídeos sobre os produtos.

Em contato com o portal G1, o delegado responsável pelo caso, Felipe Silva, contou que a influenciadora foi encontrada com cerca de R$ 3 mil reais em produtos cosméticos e terminou autuada por furto qualificado.

A ação das duas foi registrada pelas câmeras de segurança dos estabelecimentos. As imagens mostram o momento que a acusada pega um produto e coloca na bolsa. Elas conseguiram escapar, mas foram capturadas por seguranças de uma das farmácias que encontradas as mercadorias levadas pela dupla e acionaram a Polícia Militar.

Ainda de acordo com a corporação, apesar de o crime não ser passível de pagamento de fiança, Maria Clara foi liberada por decisão judicial, na sexta-feira (15/3), e vai responder em liberdade.

Em uma de suas publicações na internet, a influenciadora mostrou produtos de beleza de uma marca bastante conhecida: “Estou virando uma consumista absurda, tudo quero comprar pra testar. E hoje vou testar esses produtinhos. Quem aqui já usou e tem uma opinião sobre eles?”, questionou ela.

Após a divulgação do caso, o perfil de Maria Clara no Instagram saiu do ar. Não se sabe se ela mesma quem desativou ou se foi derrubado. Ela ainda não se manifestou sobre o caso.

Influencers são investigados por lavar R$ 14 milhões

Um casal de influencers foi alvo de uma operação da Polícia Civil de Campinas, no interior de São Paulo, no fim de janeiro, para desarticular uma quadrilha que atuava na prática de jogos de azar eletrônicos, incluindo o Fortune Tiger, conhecido como “jogo do tigrinho”, considerado ilegal.

O casal, Jade Belchior, de 21 anos, e Ismael Belchior, de 31, teve as redes sociais suspensas por determinação da Justiça. Os dois também são suspeitos de lavagem de dinheiro.

“Durante as investigações, obteve-se Relatório de Inteligência Financeira do COAF apontou que o grupo movimentou cerca de R$ 14 milhões em um espaço de tempo muito curto, com fortes indícios de lavagem de dinheiro, uma vez que toda essa movimentação não era compatível com as informações declaradas aos órgãos fiscais”, disse o delegado Luiz Fernando Oliveira, da Deic Campinas.

Segundo a Polícia Civil, eles eram influencers que ostentavam nas redes sociais uma vida de luxo, com carros importados, viagens internacionais e diversos imóveis.

“O casal veio do estado do Ceará há algum tempo, sediou residência na cidade de Indaiatuba e passou, por meio das redes sociais, divulgar esse jogo”, explicou o delegado em entrevista à CBN Campinas.

A polícia cumpriu cinco mandados de busca e apreensão em Indaiatuba, no interior de São Paulo, na chamada “Operação Infortúnio”, que foi deflagrada pelo Setor Especializado de Combate aos Crimes de Corrupção, Crime Organizado e Lavagem de Dinheiro da Deic de Campinas.

Foram apreendidos com os influencers aparelhos celulares, quatro veículos de luxo, eletrônicos e documentos. O material vai ser analisado pela equipe de investigação e pelo Instituto de Criminalística.

O Fortune Tiger é um jogo eletrônico do tipo caça-níquel que promete ganhos em dinheiro. O jogo é considerado ilegal porque vai contra a Lei de Contravenções Penais, que considera crime os jogos de azar em que o ganho ou a perda dependem da sorte.





Últimas notícias

Gostou? então compartilhe!