Barra do Garças – MT – 17 de abril de 2024
Barra do Garças – MT – 17 de abril de 2024

Polícia Civil cumpre em Sorriso prisão de homem investigado pelo estupro da filha e de outra criança


A equipe do Núcleo da Mulher, da Delegacia de Sorriso, cumpriu na manhã desta terça-feira (05.03), a prisão preventiva de C.V.S, de 54 anos de idade, pelo estupro da própria filha e de outra criança próxima da família.

Em dezembro do ano passado, a mãe de uma vítima procurou a Delegacia de Sorriso e contou o relato da filha que no Natal de 2022 foi abusada pelo investigado. A criança, com oito anos, apresentou comportamento agressivo, perguntas frequentes sobre o que eram partes íntimas e quem poderia tocá-las e passou a sentir repulsa a toques e carinhos da família.

Ao ser questionada sobre o motivo das brigas com o irmão, a vítima contou o que tinha ocorrido e relatou ainda para a mãe que o suspeito cometia os abusos também contra as próprias filhas.

Ainda em dezembro passado, logo após o registro do outro crime sexual, a Delegacia de Sorriso recebeu uma denúncia anônima de que o mesmo suspeito havia abusado da própria filha.

A adolescente de 17 anos, filha do investigado, foi ouvida em escuta especializada na unidade policial e revelou que foi abusada sexualmente dois oito aos 13 anos de idade. Em oitiva, a avó da vítima disse que uma neta pedia para passar os finais de semana com a irmã mais nova na casa dela e fazia o possível para proteger a caçula do pai, a orientando sobre cuidados para que a criança não ficasse sozinha com ele.

Fonte: Policia Civil MT – MT




rewrite this content and keep HTML tags

A equipe do Núcleo da Mulher, da Delegacia de Sorriso, cumpriu na manhã desta terça-feira (05.03), a prisão preventiva de C.V.S, de 54 anos de idade, pelo estupro da própria filha e de outra criança próxima da família.

Em dezembro do ano passado, a mãe de uma vítima procurou a Delegacia de Sorriso e contou o relato da filha que no Natal de 2022 foi abusada pelo investigado. A criança, com oito anos, apresentou comportamento agressivo, perguntas frequentes sobre o que eram partes íntimas e quem poderia tocá-las e passou a sentir repulsa a toques e carinhos da família.

Ao ser questionada sobre o motivo das brigas com o irmão, a vítima contou o que tinha ocorrido e relatou ainda para a mãe que o suspeito cometia os abusos também contra as próprias filhas.

Ainda em dezembro passado, logo após o registro do outro crime sexual, a Delegacia de Sorriso recebeu uma denúncia anônima de que o mesmo suspeito havia abusado da própria filha.

A adolescente de 17 anos, filha do investigado, foi ouvida em escuta especializada na unidade policial e revelou que foi abusada sexualmente dois oito aos 13 anos de idade. Em oitiva, a avó da vítima disse que uma neta pedia para passar os finais de semana com a irmã mais nova na casa dela e fazia o possível para proteger a caçula do pai, a orientando sobre cuidados para que a criança não ficasse sozinha com ele.

Fonte: Policia Civil MT – MT



Últimas notícias

Gostou? então compartilhe!