Barra do Garças – MT – 22 de maio de 2024
Barra do Garças – MT – 22 de maio de 2024

Líder do Hamas se diz “honrado” por declarações de Lula


Tanques israelenses (ao fundo) em Khan Yunis, no sul da Faixa de Gaza
Tanques israelenses (ao fundo) em Khan Yunis, no sul da Faixa de Gaza| Foto: EFE/EPA/MOHAMMED SABER

O Partido da Causa Operária (PCO) divulgou nesta
segunda-feira (4) um vídeo em que Basem Naim, dirigente do grupo terrorista Hamas,
se disse “honrado” pelas declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva,
que, ao pedir um cessar-fogo na Faixa de Gaza, comparou a ofensiva de Israel no
enclave palestino ao Holocausto.

No vídeo, divulgado durante um evento do PCO, Naim chamou o
Brasil de “país amigo dos palestinos” antes de elogiar Lula.

“Estamos realmente honrados com todas as declarações atuais
de oficiais, em particular, as declarações do presidente Lula, sobre seu
compromisso e posições corajosas para apoiar a causa palestina e, em
particular, para pedir um cessar-fogo e para parar essa agressão contra o nosso
povo”, falou o líder terrorista.

Em fevereiro, Lula declarou que “o que está acontecendo na
Faixa de Gaza com o povo palestino” só pode ser comparado ao que ocorreu quando
“Hitler resolveu matar os judeus” e chamou a ofensiva israelense em Gaza de genocídio.

Na ocasião, o Hamas classificou a fala como uma “descrição
precisa” dos eventos em Gaza. O presidente brasileiro foi declarado persona non
grata pelo governo israelense, mas manteve a acusação de genocídio em
pronunciamentos posteriores.

Israel realiza uma ofensiva na Faixa de Gaza em resposta aos
ataques terroristas do Hamas a seu território em 7 de outubro do ano passado,
quando cerca de 1,2 mil pessoas foram mortas e 250 foram sequestradas – mais de
cem permanecem reféns.

O Ministério da Saúde de Gaza, controlado pelo Hamas, alega que 30,5 mil pessoas morreram no enclave desde o início da guerra, mas Israel contesta esses números.



FONTE: GAZETA DO POVO

Últimas notícias

Gostou? então compartilhe!