Barra do Garças – MT – 21 de fevereiro de 2024
Barra do Garças – MT – 21 de fevereiro de 2024

Governador faz prestação de contas na abertura dos trabalhos legislativos de 2024


O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União), fez nesta segunda-feira (5), durante sessão solene de abertura dos trabalhos da segunda sessão da 20ª legislatura, na Assembleia Legislativa, um balanço do seu governo em 2023, uma rápida prestação de contas, e destacou a importância do Parlamento mato-grossense e a harmonia entre os poderes.

“Sempre demonstrei respeito a esse Parlamento, à democracia e, acima de tudo, considero a relevância dos trabalhos que essa casa presta ao Estado”, disse o governador durante discurso em plenário. “Tivemos debates e decisões importantes que foram tomadas aqui. O que temos construído e compartilhado juntos, de forma harmônica, tem trazido bons resultados para o povo de Mato Grosso. Isso é um exemplo para o restante do país”, destacou o governador.

No campo da prestação de contas, o governador destacou que “os números falam por si só e mostram claramente aquilo que todos nós, os secretários, os mais de 70 mil servidores e os mato-grossenses, por meio dos impostos pagos, fizemos. É um crescimento que se deu por corajosas medidas que nós tomamos em 2019 e que foram importantes para criar essa trajetória”, disse.

“Temos hoje uma boa liquidez fiscal, bons projetos e investimentos robustos. Nenhum projeto iniciado pelo Governo do Estado de Mato Grosso vai parar. Porque nos preparamos para enfrentar intempéries e sobressaltos que podem acontecer. Vamos continuar acreditando e investindo no presente e no futuro do nosso Estado”, afirmou o governador.

Segundo Mendes, o governo conseguiu diminuir pela metade a dívida que herdou, que passou de R$ 6,46 bilhões, em 2019, para R$ 3,78 bilhões, em 2023. Hoje – conforme o governador — o Governo do Estado é o primeiro colocado nacional em gestão fiscal no ranking CLP e tem nota A no Tesouro Nacional pelo terceiro ano consecutivo. Outro detalhe – adiantou – “é que desde 2021, Mato Grosso tem investido acima dos 15% da receita corrente líquida – valor que atingiu os 19,8%, em 2023”.






Últimas notícias

Gostou? então compartilhe!